Dúvidas frequentes sobre clareamento dental:


É possível clarear os meus dentes?

Essa é uma avaliação que só o dentista pode fazer, e é indispensável o exame para um diagnóstico correto. Por exemplo, em alguns casos o clareamento será mais difícil quando os dentes têm uma cor acinzentada ou amarronzada. O paciente poderá até realizar a tentativa de clareamento, e sempre ocorre uma melhora, mas ele deve estar ciente disto. Os dentes com restaurações, terão uma reação ao agente clareador diferente dos dentes ainda íntegros, e poderão ficar manchados ou, em comparação com os clareados, passar a ter uma aparência mais escurecida, quando na verdade ele apenas manteve a cor original da restauração que não clareia sob a ação do agente clareador. Quaisquer tipos de próteses também não clareiam. Dentes com tratamento de canal ou que estão para fazer, devem ser feitos outro tipo de procedimento , o clareamento interno (que é feito individual, de uma maneira diferente do clareamento convencional).

Image OMB
My Image

O que influencia na definição da cor dos meus dentes?

Alguns indivíduos nascem com dentes com a matiz mais amarelada, enquanto em outros os dentes se tornam mais amarelados com o tempo, principalmente naqueles habituais usuários de alimentos altamente pigmentados como café, chá,chimarrão ou vinho tinto, além dos fumantes obstinados.


O acúmulo de placa bacteriana e tártaro também são fatores que afetam a cor dos dentes.

O uso da tetraciclina (antibiótico) durante o período de formação dos dentes também comprometem a cor, e, ao erupcionar (“nascer”), podem tornar-se acinzentados. A ingestão de flúor em demasia durante esse período de formação dos dentes também dá ao dente uma aparência manchada.

O envelhecimento do indivíduo, ou o tempo de função mastigatória dos dentes também altera a cor devido a alterações internas que ocorrem fisiologicamente como mecanismo de defesa aos traumas e micro traumas.

Cáries extensas e traumas podem resultar na morte da polpa do dente, conferindo-lhe uma cor marrom, cinza ou preta.


Como podemos clarear os dentes?

Antes de pensarmos em clarear os dentes temos que definir a causa da alteração da cor dos dentes para estabelecer o tratamento. Recomenda-se uma profilaxia antes. O clareamento pode ser caseiro (com moldeiras), com Laser  ou de consultório (no consultório odontológico) ou um “mix” dos dois tipos.


Como funciona o clareamento dos dentes?

O clareamento pode ser feito tanto em um consultório dentário ou em casa. Em ambos os métodos são utilizados um gel branqueador que oxida a mancha (peróxido de hidrogênio ou de carbamida). No consultório são usadas concentrações mais altas e casa, mais baixas. Durante esse processo de clareamento é comum os dentes se tornarem sensíveis, mas isso não significa de forma alguma qualquer dano às estruturas internas ou externas destes. É um efeito colateral passageiro e completamente reversível após alguns dias de cessação do uso da técnica.


O que devo evitar durante o tratamento?

Deve-se evitar alimentos com corantes como o café, a refrigerantes com cola, o chá, o vinho tinto, sucos escuros, beterraba, cerveja, açaí, ketchup e, é claro, fumar. O uso de alimentos muito pigmentados não fará mal, mas prejudicará a durabilidade do tratamento.


1- Qualquer pessoa pode ter os dentes clareados, levando em consideração os itens acima descritos.

2- O clareamento pode ser feito a partir dos 15 anos, sem riscos para a saúde

3- Nossos produtos utilizados são aprovados pelos órgãos vigilantes de saúde bucal do país.

4- Os dentes não enfraquecem, estragam ou quebram após o clareamento, e isso é comprovado cientificamente.

5- O clareamento deve sempre ser supervisionado pelo profissional.

6- Lembrar que restaurações, dentes com tratamento de canal e próteses não sofrem ação dos clareadores, portanto é possível que estas, em áreas estéticas, precisem ser trocadas  pois ficarão mais escuras.

7- O tempo do tratamento é variável dependendo o grau de escurecimento e de quanto se deseja clarear.

8- Os dentes podem voltar a escurecer novamente, porém não como eram antes.

9- Precaução em gestantes, lactantes, com hipersensibilidade e pacientes com problemas periodontais.

10- Clareamento não causa câncer.

11- Manutenção do clareamento pode ser feito após um ano ou mais.

12- O uso prolongado de pastas dentais “whitening”  (que dizem ser clareadoras) abrasonam o esmalte e podem deixá-lo manchado, pois contém materiais abrasivos, portanto o seu uso deve ser esporádico, somente no intuito de remoção de manchas mais superficiais.  PARA CLAREAR OS DENTES COM SEGURANÇA, SOMENTE COM CLAREAMENTO DENTAL SUPERVISIONADO POR UM DENTISTA.

O clareamento dental é um procedimento estético cada vez mais utilizado na prática odontológica.
A obtenção de dentes mais claros é uma solicitação estética comum dos pacientes. 
Realizamos clareamento dental com laser e clareamento dental caseiro supervisionado.

Serviços - Clareamento Dental